Wednesday, July 16, 2008

Retrato




1

Sou eu !
um suposto ovni
mas ainda não sei quem eu sou
continuo no meu caminho
mas ainda assim não compreendo
aonde vai dar este caminho
tudo muda
excepto eu
o mundo se irradia em varias cores
este mundo me diverte
gosto de conhecer lugares diferentes
gosto de estar com qualquer pessoa, ali
gosto de caminhar
gosto de assistir um bom partido de boxe
adoro ver filmes de terror
adoro desafios
considero esta distância uma obra-prima aberta
tento ser boa pessoa simples
da minha vida
só posso dizer
é uma vida múltipla e esquisita por dentro e por fora

como é fácil falar a torto e a direito
tudo parece fascinante
só penso enfim
como é difícil ser feliz
e fazer quem me cerca feliz !

2

do re mi fa sol
está sol
amo você
como deve ser
data limite de amor:
sem limite
espera...
chegarei de longe, qualquer dia
salvo algo em contrário


4 comments:

lilian reinhardt said...

...seja Bem Vindo! Tua escrita arranca outros escritos da nossa alma, além da temporalidade dos signos,das línguas,caminha pelas entranhas das sílabas, remoinha entre os profundos sintaxes proféticos da sensibilidade, arranca da pedra bruta da palavra novas formas sensíveis, transmuta na pira,substâncias de saberes, nos faz caminhar de mãos dadas a espreitarmos juntos o por do sol, o mistério, a saudação das estrelas...no amanhecer da tua poesia que se cumpre! Reverencia! beijos, lilian

Saramar said...

Verdadeiramente encantada, estou aqui há tempos, lendo estes poemas tão plenos de vida e amor, e a música entremeando os versos neste dó, ré, mi constante como se canteasse...

São lindos seus poemas. Que prazer senti nesta leitura!

Beijos, bom domingo.

Sonia said...

Parabens achei lindo, sua sensibilidade e marcante, bjus

Ana María said...

Muy bellos tus Poemas
Sigue asi
Te Felcito
Ana Maria Zacagnino
http://www.zacagnino.com